Notícias

05/11/2019

Vereadora presta homenagem aos idealizadores do curta "O menino da Terra do Sol".

    Na sessão desta segunda-feira, quatro de novembro, a Vereador Claudete Gaio Conte (PDT) usou a tribuna para homenagear com Moção de Congratulações, à Sra. Madeleine Ferrarini, Diretora do Instituto Flavio Luís Ferrarini, ao Ator Eduardo Giovanella e aos Senhores Michel Marchetti, Dandy Marchetti e Deise Chagas, produtores e equipe da Alba Arte, pela idealização atuação e produção do curta metragem “Menino da terra do sol”, premiado nos Festivais de Cinema de Santo Ângelo e no Los Angeles Brazilian Film Festival com exibição em Hollywood Califórnia.

    A vereadora agradeceu e parabenizou os idealizadores e apoiadores culturais do Instituto Flávio Luis Ferrarini pela valorização e divulgação da bela obra deixada pelo grande escritor florense. A edil fez um agradecimento especial aos produtores do Curta Metragem “Menino da Terra do Sol” da Alba Arte de Bento Gonçalves Michel Marchetti, Dandy Marchetti e Deise Chagas pelo nível técnico de produção, aos atores em especial ao Eduardo Giovanella por sua dedicação e atuação. “Enfim, a soma do trabalho e os esforços de todos os envolvidos resultaram nesta representação tão genuína da identidade cultural e social do interior da Serra Gaúcha, expressando muito bem a história das famílias da nossa região, divulgando nossa cultura mundo afora”, destaca Claudete.

    Voa Menino leva teu sol para todas as terras... voa Menino como uma “pipa tremulando ao vento”, não estás mais só, estamos contigo seguindo tuas palavras nos livros cuja “as páginas são tapetes voadores que nos levam aos confins do universo”!

    O Sol é Deus...faz sol na imensa janela da minha alma!  - Flávio Luís Ferrarini.

 

 

 

 

O curta metragem:

 

O curta metragem “Menino da Terra do Sol” foi baseado no livro homônimo que conta a história de vida do escritor Flávio Luís Ferrarini da nossa Flores da Cunha (que será eternizado no nome da Casa da Cultura). O filme idealizado pelo Instituto Sociocultural Flávio Luís Ferrarini foi produzido pela Alba Arte de Bento Gonçalves com direção de Michel Marchetti.

E Viabilizado através do patrocínio das empresas Fabrica de Móveis Florense e Dallemole Estruturas Metálicas, as quais também merecem reconhecimento, pois são empresas sempre parceiras em projetos culturais e desta forma tem tornado possível a disseminação da arte e cultura florenses.

Baseado nos costumes do interior retratados pela infância do escritor Flávio Luis Ferrarini, o curta conta a história de Nini, um menino tímido do interior que vive intensamente a solidão da infância e vai atrás de seu sonho.

A produção e execução do filme de curta-metragem “O Menino da Terra do Sol” enquadra-se como forma de representação da identidade cultural e da vida social do interior da Serra Gaúcha nas décadas de 60 e 70.

Vale ressaltar que além de ter valor cultural, literário e histórico o enredo do filme traz a representação das mudanças, conflitos e sonhos presentes no processo de crescimento (infância para a vida adulta) nessa grande aventura individual do ser humano. Além disso, o filme retrata o êxodo rural em uma época onde muitos dos adolescentes deixaram o interior e a família para se aventurar na cidade buscando melhores condições de vida e oportunidades de trabalho.

Em agosto deste ano no 7º Festival de Curtas de Santo Ângelo, o curta metragem levou quatro Cisnes de Ouro:

Melhor Filme;

Melhor Direção (Michel Marchetti);

Melhor Fotografia (Dandy Marchetti);

e Melhor ator (Eduardo Giovanella de Almeida).

Recebeu também indicações no 47 º Festival de Cinema de Gramado neste ano de 2019.

Participou também da II Periférica – Mostra de Cinema de Camaragibe Pernambuco.

...E fez história no exterior...

O curta-metragem 'O Menino da Terra do Sol' venceu em duas categorias na 12ª edição do Los Angeles Brazilian Festival, que ocorreu em outubro deste ano.

A produção alcançou Hollywood como:

  • Best Short Film (Melhor Curta Metragem) e
  • Best Junior Actor (Melhor Ator Junior) para Eduardo Giovanella de Almeida.

O Los Angeles Brazilian Film Festival é o festival de cinema brasileiro de maior prestígio no exterior sendo uma grande vitrine para as produções brasileiras, reunindo na capital mundial do entretenimento alguns dos principais profissionais da indústria cinematográfica, além de abrir espaço e incentivar novos talentos. Desde 2008, centenas de filmes exibidos no festival ganharam reconhecimento crítico e receberam distribuição comercial. Com mais de 700 filmes exibidos e 350 prêmios distribuídos.

O LABRFF  (Los Angeles Brazilian Film Festival) promove e difundiu o audiovisual brasileiro na capital mundial do cinema, e por lá também circulou um pouco da nossa história e da cultura aqui da serra gaúcha graças ao belo trabalho de todos os envolvidos com o enredo.

Que honra para todos os envolvidos na produção, aos apoiadores, por esta participação na capital mundial do cinema Hollywood, vencendo como melhor curta metragem, sem dúvidas motivo de muito orgulho para toda a Serra Gaúcha.

Além disso será exibido no dia 08 de novembro (sexta-feira) no Festival de cinema de Três Passos/RS, premiação no sábado, dia 09;

Também dia 09 - No Festival de Muriaé em Minas Gerais;

E no Festival Internacional de Itabaiana em Sergipe;

 

Galeria de Imagens